Translate

Seguidores

Total de visualizações de página

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

A História macabra por trás de Alice no País Das Maravilhas.

 Não é novidade muitos mistérios surgirem por traz de Walt Disney e hoje vou comentar sobre o filme Alice No País das Maravilhas lançado em 1951 pela Disney.
Vamos lá!!!
Na primeira parte do filme, vemos Alice, ouvir uma historia contada pela sua mãe, ela adormece mas isso não fica claro no começo do filme, logo em seguida ela vê um coelho de roupa, fugindo com um relógio dizendo é tarde, é tarde é tarde!!
EXPLICANDO.
Alice era na verdade uma garota esquizofrênica num manicômio...
    Na primeira parte do filme, vemos um momento de sanidade que é ela falando com sua mãe, o que nada mais é do que ela no pátio do manicômio recebendo visita.
   O coelho seria um amigo louco dela, repare que ele não diz coisas fazendo sentido, coisa bem comum no filme.
   O filme vai  seguindo e Alice cai num buraco e vai vendo uma infinidade de objetos aleatórios e sem sentido algum, nessa parte do filme, Alice toma seus remédios, ela sente que está caindo num buraco porque ficou entorpecida, logo ela começa a ver coisas, depois ela encontra-se na sua sala estofada, por que obviamente deu escândalo, há ainda o homem que esta na porta, que diz a ela que se tomar o remédio, ela pode sair, ela toma o remédio se entorpece mais, e com esse remédio se sente maior e algumas vezes menor, sente que seu tamanho diminui e aumenta.
 No filme isso é retratado como um cogumelo mágico que ela come, e especialmente nessa parte o homem na porta é a fechadura.
  É agora que a historia fica macabra, a lagarta narguileira era seu psiquiatra, repare que ele conversa com ela como um psiquiatra e receita remédios(os cogumelos).
  As flores, eram ela no jardim, conversando mesmo com as flores, tinha a impressão de que elas falavam com Alice.
    Tem ainda o gato risonho, ele a leva até a rainha de copas, uma tirana, provavelmente a diretora do manicômio, mas o gato, é um dos cuidadores do manicômio, um dos funcionários, ele abusa sexualmente  de Alice,(isso era e continua sendo comum nos manicômios) por isso o sorriso sempre malicioso, ela tenta contar pra diretora sobre o gato, mas ele a engana, fazendo Alice parecer louca para a diretora, traumatizada com isso tudo, Alice inventou essa historia para contar sua como era sua vida através desse obscuro conto cheio de metáforas intrigantes, algumas das historias do filme, como a das ostrinhas curiosas, acredita-se que seja historias de seus amigos loucos e entorpecidos.