Translate

Seguidores

Total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

A Lenda Do Homem Do Saco

Hoje vou contar uma história que assombra muitas crianças por ai, poucas delas sabem sua verdadeira origem, acredito que nem os pais saibam de onde nasceu essa história terrível, passada a frente e mudada de modo que parecesse menos cruel, mas vale lembrar que uma história nunca morre de verdade.    
Há muito tempo atrás, mais ou menos na época dos senhores feudais, havia uma fazenda com uma grande casa,  do lado uma grande senzala onde moravam inúmeros escravos, como você já deve saber, os escravos eram muito mal tratados e não tinham vida ou felicidade, eram submetidos a castigos horrendos naquela fazenda.
       Naquela fazenda havia uma família grande, com várias crianças, crianças empestiadas, briguentas e arteiras.
      Sua mãe bem rígida e frívola, sempre os assustava com historias de que se eles se não se comportassem, uma entidade os buscaria e levaria para longe.
     aproveitando dessa historia, um dos empregados vê ali, uma oportunidade perfeita para se vingar, acontece que no dia anterior, a senhora da casa descobrira que uma das escravas tinha parido um bebe mulato, e com receio de estar levando chifre, matou a criança e açoitou a escrava a tarde toda no tronco, deixando seu corpo apodrecer para os corvos.
   Alguns dos escravos tentaram discutir, mas ela não ligou, na verdade fez pior, resolveu deixar todos os escravos sem comer durante dias, para aprender onde é que era o lugar deles.
    Com muito ódio no coração, o empregado mas fiel da sua casa, rouba um de seus 5 filhos enquanto dorme, o dopando com éter,  leva até a o matadouro de animais que ficava atrás da grande casa, e mata o garoto, servindo sua carne para os escravos.
    A dona ficou desconsolada, e ficaria pior quando a segunda criança que também era terrivelmente malcriada, desapareceu.
     Não haviam vestidos
     A moda pegou, várias crianças das fazendas aos redores iam desaparecendo e servindo de comida para os escravos sem ninguém imaginar, sempre as crianças más e desobedientes.
   Os filhos daquela mulher foram sumindo um a um, todos devorados.
    A mulher se matou, o pai das crianças num acaso descobriu o que havia acontecido, acontece que quando estava caminhando no curral apenas pra pensar, ele encontrou uma peça de roupa, viu sangue no chão e descobriu tudo.
    O empregado da casa teve um castigo terrível, além de apanhar muito de chicote, um de seus olhos fora arrancado e metade da sua face desfigurada, porém por um milagre ou maldição, fugiu e prometeu vingança.
   O senhorio da casa no dia seguinte, botou fogo na senzala com todos os escravos dentro e em seguida se matou.
Não se sabe se esse empregado estava na senzala escondidos quando todos os outros morreram, só se sabe que ele prometeu vingança as crianças malcriadas.